momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

Perder um vôo

Deixe um comentário

O título por si só já é um bocado assustador, não é?
Pois bem, há dias com sorte e depois há os outros com menos sorte! Foi em férias. 

A madrugada já se havia iniciado com uma falha luminosa em casa, nada que no regresso não se resolvesse. De qualquer forma, esse pode ser considerado o primeiro momento menos sortudo do dia.
Depois, era um vôo bem programado; o check-in correu bem; o raio X demorou mas saiu; o pequeno pequeno almoço surgiu e eis que a porta de embarque me traiu! Sou viajada, sou habituée no aeroporto apesar de não trabalhar ali; tinha uma boa ideia de quais as portas de embarque com entrada para o avião por manga e quais as que nos levam de autocarro até ao seu estacionamento remoto. Pois bem, enganei-me na convicção desta vez! 

Não sou capaz de vos dizer os números das portas de embarque que não têm manga no aeroporto de Lisboa, mas agora sei de mais umas coisas novas: a porta de embarque com manga fecha quinze minutos antes da descolagem do vôo; a de autocarro fecha mais cedo, penso que vinte minutos antes. Portanto é para dar à sola senhores! Não há que confiar demais, principalmente quando temos um vôo de ligação para apanhar mais tarde e duas pessoas viajando connosco que acreditam piamente nos nossos conhecimentos nesta matéria!
Será que vos poderei enriquecer com mais alguma lição de vida? Hummmm, bem, duas ideias a reter: há situações que, se nunca nos aconteceram, algum dia vão acontecer e… Respeitemos o tempo, ele é precioso. Ponto.
Fui forte e a sorte ainda nos acompanhou ao longo do dia, mesmo que ténue! Houve tantos pormenores que nos ajudaram a chegar a bom porto no fim do dia.

Hoje não o perdi. Menos um imprevisto na minha vida, ufa… 

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s