momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

Jantar em Bogotá

2 comentários

Andres

Andres

dança no Andres

dança no Andres

jantar no Andres

jantar no Andres

jantar no Andres

jantar no Andres

De dia a cidade parecia velha e feia. E sim, para um europeu há sempre o tempo de adaptação do olhar. É preciso ir abrindo os horizontes e a nossa alma europeia à medida que nos passeamos numa cidade américo-latina.

À noite, a partir das 18h, há fome e felizmente boa companhia não estreante. Um restaurante próximo da zona Rosa de Bogotá. Black Bear. De repente, uma visão: a Europa! Estou num país nórdico afinal? Arquitectura moderna, pessoas giras (apesar de falarem alto), muitas árvores e arbustos à volta do edifício, iluminação média amarelo torrado, funcionários simpáticos, comida muito boa (o pão quente tingido com tinta de choco foi fenomenal), decoração moderna, enfim. Uma outra Bogotá. O bar no topo do Click Clack mostra-nos uma vista fantástica sobre a cidade que à noite se embeleza. Mesmo…..

As pessoas com simpatia genuína… O ambiente bom e divertido. A música anos 80. Os taxistas malucos a conduzir (parecem carros da Lego) mas muito serenos e atenciosos. Decorações muito engraçadas, misturando o antigo com o moderno, tal como eu gosto!

Depois, de regresso ao hotel, descubro uma zona (penso que a zona T) muito mas muito animada. Até autocarros antigos e todos quitados com festas lá dentro, se vêem. Só gente na rua, só luzes de todas as cores, música por todo lado vinda dos bares e restaurantes… Um autêntico cenário de filme de hollywood, em que a total loucura da noite se varre da memória no dia seguinte, como se tivessem vivido tudo o que havia por viver naquela noite.

E depois… É domingo e vamos a um singular restaurante Bogotano que só lá indo se consegue sentir a singularidade, experimentam-se carnes tenras e um guacamole maravilhoso. Eu que nem os aprecio, apreciei!

Em noite calma a música ao vivo com rumba, salsa e outras coisas que infelizmente não conheço (nunca me cativaram as danças de salão), há ainda alguém que se atreve a abrir a pista do andar “infierno”. E que bem, e que bem dança este casal! Que alegria é dançar, avaliando pelos seus sorrisos! Entram mais dançarinos, novos ou séniores, mas todos felizes. Também quero, também quero! Quero ser feliz dançando rumba na Colômbia! Ah, e a oportunidade é-me dada. Que nervos, estou nervosa! Mas avanço. Sorrio e vou tentando. Parece-me dificil, mas é divertido! Obrigada, agora sim, agora podemos ir dormir! Sem comer até podia, mas sem esta dança não!

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

2 thoughts on “Jantar em Bogotá

  1. Por momentos senti que estava ai! 😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s