momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

Ode às famílias

Deixe um comentário

Acabo de descolar ao lado de uma família: três crianças, a mãe e o pai. Uma das crianças ainda é bebé e voa a mamar. O outro menino senta-se ao lado do pai e ri, brinca e faz birras. E depois há o mais crescido, com um gorro aos quadrados branco e vermelhos enfiado na sua pequena cabeça e escura. São africanos e muito provavelmente vão à terra natal dos pais visitar mais família.
São estilos de vida muito diferentes do que vivo neste momento, e arrisco mesmo a dizer que já há muitos portugueses com menos de três filhos, que não devem ter bem a noção do que é uma casa cheia de crianças correndo a gritando, pedindo comida e coisas aos pais. Eu não sei o que é, mas felizmente tenho uma irmã e andávamos pela casa correndo e saltando todas felizes. Menos mal!
Falo deste espírito africano, ou se preferirem, dos países menos desenvolvidos industrialmente. É claro que os nórdicos da Europa já são diferentes da minha realidade também, mas não é deles que pretendo falar hoje.
Pretendo falar da missão que as mulheres africanas (senegalesas) assumem muito mais do que nós brancas, de ser mães, de ser cuidadoras dos filhos, de ocupar todo o seu tempo livre além trabalho com a família, com os filhos. Observo a mãe que dá de mamar ao filho bebé e imagino-a a escrever num blog como eu, a tocar e estudar piano, a redigir textos sobre história da música, a ir correr e dar-se ao luxo de dormir e ver filmes ao longo de um dia inteiro. Não, não consigo imaginá-la nessa vida. Ela escolheu outra e não me parece que seja infeliz. O pai tem ar de quem ajuda nas tarefas familiares, de quem colabora, de quem tem um papel tão importante quanto a mãe. Se isso não é verdade? Hão-de ser felizes por outros motivos: porque ele trabalha e traz dinheiro para as fraldas e ela pode nem trabalhar. Ou porque há uma empregada doméstica a ajudar. Isso não interessa muito, o importante é que o conceito de família que eles vivem já não é aceite por muitas pessoas ocidentais (portugueses). Há quem não perceba que a mulher é que tem que dar de mamar e o homem tem que jogar futebol, basquete, ténis, com o filho. Qual é o problema disso? Terão eles que ser infelizes por viverem segundo as tradições antigas? Mas, e os pais que abraçam e portam os filhos enquanto dormem num avião? Parecem eles uns lobos maus e não merecedores de viver o seio familiar?
E se a mulher quer ter uma carreira profissional? Há-de tê-la com muito esforço e dedicação, mas também é possível. E a carreira familiar é vital… Também traz muita satisfação, muitas alegrias.
Não critiquemos quem vive em família, a não ser que não se calem sobre a beleza dos filhos mais lindos do mundo ou que o cocó hoje era mais verde do que ontem. É um acto de coragem viajar com três crianças. É um acto de coragem saber viver em família, em comunidade. É um acto de coragem engravidar, viver todas as sensações de uma gravidez e do parto.
Porque devemos criticar o papel que cada um escolheu para a sua vida?
Até eu já critiquei algumas vezes… Mas há fases para tudo, há dias para tudo. E há quem seja realmente feliz assim, rodeado de crianças, de filhos, de família.
Aprendamos a respeitar as famílias, aprendamos a valorizá-las e aprendamos essa coragem de viver em conjunto.
Quem me viu e quem me vê!! Quem me ouviu e quem me lê!!!

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s