momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

Esperar sozinho

Deixe um comentário

Hoje, mais uma vez esperei sozinha. Penso que se passaram umas 2 ou 3 horas de espera. Mas… Como pode ter começado com tanta irritação e no fim estava eu calma e serena, como se esse tempo não me bastasse para gozar a espera???
Dizia eu por telefone: “já conheço este aeroporto da frente para trás e de trás para a frente”!!
Mas quando escolhemos esperar, enchemos o peito de oxigénio e partimos para a aventura: a aventura de ser viajante que vê o seu vôo atrasar!
Em primeiro lugar damos uma vista de olhos às lojas do lado “terra”.
Seguimos para o raio-x…
Depois experimentamos os perfumes do último grito: um no pulso esquerdo, outro no direito, um no braço esquerdo, outro no direito (sei que há uns cartõezinhos para testar, mas sentir estes aromas novos na pele faz parte da viagem)… Quando a pele à vista se esgota seguimos para os óculos de sol. A música ambiente do duty free e os passos de quem não pára de circular para as portas de embarque dão o mote à diversão momento sunglasses.
De seguida vamos espreitar a pequena loja da Fnac, apreciar os títulos em destaque e folhear um ou outro guia turístico para ver se apanhamos alguma imagem que nos leve a um novo lugar do mundo.
Por fim, passamos muito rapidamente pela Victoria’s Secret, só para não matar a tradição, e avançamos para a restauração.
Querer ser saudável num dia de espera não é fácil, mas o esforço extra compensa: pão com queijo e meia de leite, com uma bandeja do Mac Donalds usada em cima da minha mesa. Eu não percebo a dificuldade que as pessoas têm de arrumar a bandeja que acabaram de usar nas prateleiras para esse fim, mas adiante…
Já perfumada, experimentada e alimentada, a hora do vôo aproxima-se e posso avançar para a porta de embarque!
E assim se espera sozinho… Ainda observei outros viajantes, sentados e encostados, outros falando… Recordei tempos em que viajei acompanhada: era tudo mais musical, pois a minha voz ouvia-se… E a dos que me acompanhavam também. Para onde fugiram esses tempos?
Quando nos saturamos da maçã queremos a laranja; quando a laranja cansa, a maçã já voltava! Mas o ideal é podermos alternar entre ambas as frutas. Comprem-me laranjas, por favor! Preciso variar!!!

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s