momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

A mota do lixo

Deixe um comentário

IMG_7649IMG_7612 IMG_7614  IMG_7625

Pois é, na ilha Phi Phi Don há a mota do lixo, não o camião! Já é quase meia-noite e acabo de ver a mota do lixo passar: traz um atrelado com os sacos pretos entulhados. Dá um cheirinho a lixo por onde passa e pinga uns líquidos que salpicam o chão de cimento, já um pouco salpicado antes, por sinal!
E pronto, depois de engolirmos isto, os gatinhos com o rabo cortado e mais uns quantos pormenores visuais e cheirosos, ficamos bem mais preparados para aproveitar o rock’n roll da ilha!
À noite… À noite há imensos restaurantes na praia, alguns com o pé na areia. Uns bons outros menos bons, não caros, não de luxo, mas nada maus. Aliás, os maus notam-se bem quando se passa, basta apurarmos bem o olfacto.
Fui a um wc um pouco estranho, pediram-me 20 bahts para a usar. Será mesmo? Sem autoclismo a funcionar, o papel à porta, as portas fechavam a custo. Ao lado da sanita havia um grande balde com água e um outro pequenino lá dentro, para substituir o autoclismo. Ao menos isso 🙂
Mas sim, eu sei… Eu sei que me habituava bem a isto. Habituei-me a outras coisas e habituaria-me a este arrastar de chinelos constante e a este cansaço eterno devido ao calor…
Devo revelar-vos um segredo… Há algo de maravilhoso aqui, motas do lixo à parte: a noite. A noite inclui um mar completamente parado, enfeitado com luzinhas de barcos espalhados, inclui dança na areia, música boa e tochas a iluminar; estrelas, muitas, milhares, milhões; os morros ao fundo deste mar; massagens nos pés, … Sei que me falta referir uma coisa muito importante, mas não vou referi-la! Imaginemos o que não é real!!!

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s