momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

Aeroporto de Paris

Deixe um comentário

Fui ao aeroporto de Paris Orly folhear uns guias turísticos.
Os dois principais aeroportos em Paris são este, o Orly, a sul da cidade e o Charles de Gaulle, a norte. Quero guardar aqui a lembrança que há uma Fnac no aeroporto de Orly.
Em pouco tempo observei e senti um aeroporto. Como não deve ser novidade, eu adoro aeroportos, acho-os repletos de emoções diferentes, e são um lugar de passagem, efémero. Talvez não seja muito rentável vivermos como se fôssemos um aeroporto, já que é feito só de momentos e não de continuidade! Mas eu sinto-me bem passando por eles e percebendo os encontros e as despedidas que por ali acontecem.
Ninguém está num aeroporto como se fosse ao shopping ali ao lado de casa. Todos levam a sua mala atrás e compram com o tempo contado, olhando o relógio, ou experimentando o que lhes apetece sem intenção de comprar, só para que o tempo passe mais depressa.
Concluo, após ver um momento de despedida, que o pior é sempre para quem fica. Pelo menos naquele dia. Quem fica é quem vê o outro partir, olha para trás e tem que fazer o caminho de volta sozinho quando ainda há pouco estava ali o seu querido. Quem fica não vai respirar outros ares, não vai à descoberta, não vai sentir aquela sensação boa de uma descolagem, de uma aterragem num lugar desconhecido onde terá que focar as suas atenções. Não, quem fica não vai focar-se em mais nada que não seja na falta que o outro lhe está a fazer em casa, ou seja onde for que estavam juntos.
Reparem nisso… É bem mais fácil irmos do que deixarmos ir. Pelo menos é essa a experiência que tenho, é isso que sinto. Ou melhor, todas as despedidas doem… As separações, os cortes!! Mas só assim se anda, só assim se avança… Uma pena!!

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s