momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

A criatividade da noite

Deixe um comentário

Imagem

Aproveito este momento de sono e de liberdade para registar um outro momento de criatividade escrita! (um dia terei saudades de me dar ao trabalho de escrever a esta hora na cama)

E eis que surge o Filme de Terror Maricleta parte… 2!

O cenário:

Fechar a janela quando o dia nasce. A escuridão cá dentro quando o sol aparece lá fora. Aquela sensação no estômago de que tomaste o pequeno almoço na hora em que devias estar no terceiro sono. O corpo estranho, apesar de ser teu há anos. Os olhos muito secos, que só tu sabes o quanto quiseram fechar durante as últimas horas. Maquilhagem recheada para disfarçar o sono. A paciência reduzida, e ao mesmo tempo a calma de quem vive no meio do monte, sem relógio nem stresses para nada. O mundo a dormir e tu a rir de ti próprio no meio da rua, com a certeza que ninguém vai ouvir a tua gargalhada! Mmmm… Mais? A falta de rotina. Eu disse A FALTA, não disse que isto não é rotina e que é cool. Se se diz falta, é porque ela até dá jeito de vez em quando. Há falta de rotina até nas pessoas, as pessoas não são rotinas, as pessoas vêm e vão, tal como um avião que está em Lisboa às 6h da manhã e de repente põe-se em Moscovo às 12h. Sim, podemos assim nos chamar de aviões, em vez de pessoas. Aviões, em todos os sentidos, claro… Boa analogia, Maricleta!

Confesso-vos que sou feliz neste momento. Sou feliz só por um simples facto: eu sorri e ri quando todos dormiam ou estavam a deitar-se na cama após uma noite nos copos, com a cabeça às ondas e o corpo parecendo uma marioneta. Esses foram beber para rir, eu hoje ri sóbria. Mas só hoje…

Posso acordar de ressaca, o que será o mais certo, porém fui feliz antes de me deitar, de forma natural!

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s