momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

Viagens de emergência

Deixe um comentário

Hoie escrevo pensando em duas pessoas que ontem viajaram de emergência para onde alguém os fosse salvar dessa emergência. Enquanto eu viajava por pura rotina, entre países quentes exóticos e outros latinos, alguém que me é conhecido estava a viajar numa emergência, a caminho do hospital. Pergunto-me o porquê destas coisas acontecerem em certos dias, certos momentos. Pergunto-me o que seria de mim se essa emergência me fosse mais próxima e eu aqui, aterrando longe de casa, longe do meu cantinho, sem emergências, sem rede no telemóvel. Eu me tornaria numa emergência rapidamente… E já assim, queria estar ali perto destas emergências, só por cinco minutos que fosse, dando-lhes o meu sorriso, só para lhes dizer que acredito nelas e que a vida pode mudar, mas que será linda de qualquer forma.
Uma namorada e um avô. Duas relações que não tenho neste momento e que uma delas nunca mais voltarei a ter. Os avós são preciosos, são tão necessários numa família. Só os mais novos percebem isto, que precisamos de rugas à mesa, precisamos daquelas palavras calminhas e sábias de quem viveu tantos anos e está aqui para nos aconchegar a alma e o desassossego! Precisamos de alguém que caminhe mais devagar do que nós, só porque tem tempo; precisamos deles o máximo de tempo possível, isso é ponto assente! E com saúde, o máximo de tempo possível também! Este foi um avô que me emprestaram no último Natal, que bem me soube!
Quanto aos namorados, nunca vivi algo parecido. Há-de ser o medo da perda, sem que nenhum seja culpado. E ao mesmo tempo há-de ser uma aprendizagem sobre a vida a dois, sobre o que andávamos a valorizar a mais e a menos. São pequenos momentos que se superam com muita coragem e esperança, e que nos ensinam novos valores e novas regras da vida.
A vida.
Estas viagens de emergência hão-de mostrar-nos que a vida é uma emergência. Ela não pára de andar, seja por rotina ou por emergência. E por isso, há que tratá-la com respeito e amor. E viajar nela com alma, com toda a vontade que podemos ter aqui no nosso coração. Sim, nós todos temos coração, e quanto mais cedo o sentirmos, mais felizes seremos para vivermos as viagens de emergência cheios de garra!!!

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s