momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

Observar Moscovo

Deixe um comentário

IMG_5705 IMG_5716 IMG_5706 IMG_5707

Hoje dormi muitas horas. Deitei-me tarde, já era dia em Moscovo há algum tempo. Aqui estão 30ºC e são 21 horas. Bebo um refresco de banana e maracujá na esplanada do Mac Donald’s e observo a rua. Tento abstrair-me deste mundo ocidentalizado e globalizado que tanto define o Mac, e concentro-me nas coisas russas, nos momentos em que me apercebo que viver aqui é realmente muito diferente do meu cantinho europeu. Há imensas caras estranhas aos meus olhos, sérias, com cortes de cabelo quadrados, e com ar de paquistaneses. Depois, há as mulheres russas, lindas de morrer e com corpos de manequim. Há as que usam calçado de tacão 20 cm e as mais práticas, com sandálias rasas como eu. A rua é barulhenta e com ar poluído. Por ali passa de tudo, desde limusinas enormes e jeeps de altas marcas, até aos Ladas, carros caquéticos e podres, e autocarros do século passado. Andei a olhar os prédios residenciais aqui à volta do Mac: há imensos fios de electricidade pendurados por todo lado, paredes sujas com tijolos acastanhados, janelas velhas, e aparelhos do ar condicionado presos às pequenas varandas. Vi pessoas a entrar numas carrinhas ali à frente, carrinhas de transporte de passageiros, parecem as Hiace de Cabo Verde. Achei engraçado vê-las aqui, apesar de não me imaginar dentro de uma delas neste momento. Pelo menos aqui em Moscovo. Talvez eu seja chique demais!!? Fui a um supermercado comprar vodka. São umas garrafas pequenas, tipo as de água Frize. Têm 40% de álcool. Imagino um russo a beber aquilo como se fosse mesmo a água Frize. Fantástico. No inverno há-de saber muito bem… Aquece a alma, e principalmente o corpo, para que possa sobreviver aos 30ºC negativos! E o meu refresco terminou. Vou para o hotel a pé, atravessando um parque repleto de namorados e mamãs passeando os seus bebés. Sim, há amor por aqui, e parece-me ser hábito frequente ir à florista comprar bouquet’s para oferecer à amada!

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s