momento de viagem

sensações, emoções e imagens por aí!

Verona

Deixe um comentário

rua em Verona

rua em Verona

Lisboa; Milão; hotel. Acordas pela matina, tomas um pequeno-almoço pequeno, apanhas um táxi e embarcas no comboio, na linda estação central de Milão. Destino Verona! 1.25h de sesta, enquanto a carruagem te embala pelas paisagens de milho e palha, e montes a norte. Os prédios afastam-se e sentes que vais conhecer uma outra Itália hoje.

Verona é bem mais bonita vista do que imaginada. Tem imensos prédios antigos, em tijolo vermelho ou pintados com cores quentes. O rio Adige tem a mesma cor azul esverdeada do rio Tibre (Tevere) em Roma. Podia ficar um dia inteiro no cimo do Teatro Romano, sentada numa pedra, a respirar a vista e a ouvir o som do rio correr por cima das pedras do seu caule! De preferência, a comer uma romã, daquelas que havia numa árvore lá em baixo, no Teatro!

A casa da Julieta (Giulietta)  está muito vazia por dentro, mas o espírito do amor sentido e sofrido entra dentro de nós e permanece durante toda a visita à cidade. Dá vontade de falar do amor verdadeiro, do amor impossível, mas do amor com o coração e não com a mente. Um amor que mata, de tão forte que é. Um amor sem controle. Estúpido, talvez.

A cidade de Verona transpira História, para além do romance. Vêem-se as Vespas, as ruas pequenas, algumas pessoas bem vestidas, ruínas, casas antigas já a precisarem de algum restauro… Mas não se vê a confusão de Milão ou de Roma. Uma óptima cidade para respirar da cidade! E sim, para namorar também… Mas sem prisões, com liberdade!

Coliseo de Verona

Coliseo de Verona

Casa de Giulietta

Casa de Giulietta

Rua pedonal - Verona

Rua pedonal – Verona

Anúncios

Autor: marimaricleta

A Marimaricleta vive entre o céu e a terra. Faz e desfaz malas quase todos os dias. Um dia decidiu escrever umas dicas para viver momentos fora de casa. Geralmente falamos de coisas óbvias e acessíveis a todos, quando viajamos. Lemos guias turísticos, vemos mapas, queremos ir onde todos falam que foram. O segredo das viagens são os momentos, as sensações, o que fica dentro de nós quando voltamos a casa. E são alguns desses momentos que descrevo aqui, para vos incentivar a viver os momentos, a enriquecer a alma, para além do olhar! deniselaranja@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s